O poderoso Pamac no Manjaro KDE

O Manjaro KDE é minha distribuição padrão no laptop, sempre faço uma instalação limpa com o Manjaro KDE, não colocando muitos programas “diferentes”, isto é, programas que não sejam do KDE. Mas tem aqueles que você acha que tem um melhor afinidade com o sistema ou com você mesmo. O Pamac é um desses programas, feito em gtk e escrito principalmente para o Manjaro Xfce, tem sido minha escolha como gerenciador de pacotes e para atualizar o sistema!

pamac

O Pamac foi reescrito pelo pessoal que cuida dele e ele está muito mais poderoso (visualmente falando) do que o Octopi, e muito mais fácil de usar! O Octopi sempre me deixou com aquele gosto de gerenciador de pacotes tipo Synaptic! Nada contra o Octopi, mas ele para um leigo, não é fácil de usar!

octopifig

Poderíamos dizer que o Manjaro ficou mais completo com o Pamac como está agora, ele tornou-se (quase) uma loja de aplicativos do mundo Manjaro! Sei que pode ser uma coisa sem significância para muitos usuários avançados do Manjaro, mas para o pessoal leigo e novo nesse mundo Linux, ajuda muito!

Vamos instalar!? Mas como vamos alterar um pouco sistema de atualização no Manjaro KDE, devemos desinstalar o programa Octopi, nada que não possa ser revertido, mas fica o aviso! E prefiro usar o terminal (mas vou manter o método de instalação padrão do blog), o terminal no Linux é um verdadeiro coringa! Dá para fazer tudo e é muito flexível!

Instalação.

Modo gráfico: procure e instale o pacote pamac e o pamac-tray-appindicator.
Terminal: utilize o comando abaixo.
sudo pacman -S pamac pamac-tray-appindicator

Removendo o Octopi.

Modo gráfico: procure e desinstale o pacote octopi e o octopi-notifier-frameworks.
Terminal: utilize o comando abaixo.
sudo pacman -R octopi octopi-notifier-frameworks

Tudo certo, agora você deve fazer um logoff e um novo logon no sistema, ou um reboot, como você quiser! No final, você terá o Pamac como o novo gerenciador de programas do seu Manjaro KDE!

Obs: Para reinstalar o Octopi, inverta o comandos – onde for para desinstalar  Octopi, troque o -R por -S e onde for para instalar o pamac, troque o -S por -R!

 

Caso algum programa que você goste ainda não tenha uma versão para Manjaro, por favor, escreva nos comentários o nome do programa que iremos procurar por algum equivalente ou, se possível a portabilidade para Manjaro, entraremos em contato com desenvolvedores.

Por favor, não deixe de compartilhar nas redes sociais as publicações deste blog, pois nosso incentivo para produzir um conteúdo bacana é saber que estamos ajudando pessoas a conhecer cada vez mais as funciondalidades dessa maravilhosa distro Linux.

Facebook

Twitter

Google+

Canal no Telegram

Grupo no Telegram

Anúncios

Como montar a pasta do 4shared no Manjaro.

Nós já mostramos aqui algumas opções de como utilizar o Google Drive, Dropbox e Onedrive. Mas hoje vamos mostrar como montar a pasta do 4Shared no Manjaro.

1- Primeiramente você precisará de uma conta no serviço online, então faça o seu cadastro antes (se ainda não tiver).

2- Agora vamos instalar no sistema o davfs e o rsync.
sudo pacman -S davfs2 gksu

3- Criar um diretório com o nome 4shared.

mkdir 4shared

4- Montar o armazenamento online no diretório local:

gksu mount.davfs http://webdav.4shared.com /home/$USER/4shared/

Será solicitado usuário e senha do serviço.

5- Remover solicitação de senha ao montar a pasta (está parte e opcional).

Desmonte a pasta do serviço:

gksu umount 4shared

Edite o arquivo /etc/davfs2/secrets e adicione a seguinte linha:

/home/$USER/4shared login senha

Monte e verifique se é pedido a senha novamente.

gksu mount.davfs http://webdav.4shared.com /home/$USER/4shared/

 

Fonte.

vivaolinux

 

Caso algum programa que você goste ainda não tenha uma versão para Manjaro, por favor, escreva nos comentários o nome do programa que iremos procurar por algum equivalente ou, se possível a portabilidade para Manjaro, entraremos em contato com desenvolvedores.

Por favor, não deixe de compartilhar nas redes sociais as publicações deste blog, pois nosso incentivo para produzir um conteúdo bacana é saber que estamos ajudando pessoas a conhecer cada vez mais as funciondalidades dessa maravilhosa distro Linux.

Facebook

Twitter

Google+

Canal no Telegram

Utilizando o tema ARC no Thunderbird.

Como já devem ter percebido eu utilizo e gosto do tema ARC, e até então eu não tinha encontrado uma versão compatível com o Thunderbird.

Recentemente eu acabei descobrindo um tema ARC que era compatível, mas ele só está disponível para a instalação manual. Para aqueles que quiserem utilizar o tema, é só seguir os passos abaixo.

Faça o download através deste link.

Abra o Thunderbird e entre nas configurações, vai em Complementos.

Screenshot_20180123_143137

Clique na engrenagem na parte superior direita e escolha a opção Instalar de um arquivo.

Screenshot_20180123_143315

Siga até a pasta onde você salvou o arquivo baixado anteriormente, faça a seleção do mesmo e clique em Abrir.

Screenshot_20180123_143557

A instalação será feita e seu Thunderbird agora terá a opção para ficar em harmonia com o resto do sistema.

Screenshot_20180123_143701

Screenshot_20180123_143801

 

 

Se você gosta de algum programa e não achou ele no Manjaro,deixe um comentário com o nome do programa que vamos procurar algo equivalente,e se possível entrar em contato com algum desenvolvedor para fazer um port para o Manjaro.

Não esqueça de compartilhar nas redes sociais para que mais pessoas saibam sobre os programas e para incentivar o blog a continuar trazendo mais conteúdo bacana sobre esta distro maravilhosa.

Facebook

Twitter

Google+

Canal no Telegram

Informações de Hardware e teste de desempenho no Linux.

Hoje irei compartilhar um vídeo feito pelo canal Oficina do Tux, nele você encontrará alguns programas que ajudarão você obter mais informações do seu hardware. Os comandos para instalar os programas citados no vídeo estará disponível abaixo do video.

Instalação.

Modo gráfico: procure e instale um dos pacotes a seguir: hardinfo, gnome-disk-utility, i-nex, psensor, geekbench ou unigine-superposition.
Terminal: utilize um dos comandos abaixo.
sudo pacman -S hardinfo
sudo pacman -S gnome-disk-utility
yaourt -S i-nex
yaourt -S psensor
yaourt -S geekbench
yaourt -S unigine-superposition

Para as pessoas que procurarem os programas mencionados pelo modo gráfico e não encontrarem, leia o artigo abaixo.
AUR- instale programas que não estão nos repositórios do Manjaro.

 

 

Se você gosta de algum programa e não achou ele no Manjaro,deixe um comentário com o nome do programa que vamos procurar algo equivalente,e se possível entrar em contato com algum desenvolvedor para fazer um port para o Manjaro.

Não esqueça de compartilhar nas redes sociais para que mais pessoas saibam sobre os programas e para incentivar o blog a continuar trazendo mais conteúdo bacana sobre esta distro maravilhosa.

Facebook

Twitter

Google+

Canal no Telegram

Buscador Manjaro

Hoje venho apresentar um buscador para o Manjaro, com ele você terá 5 opções de pesquisas. Entre as opções estão o Google, lxquick, o fórum Manjaro Brasil, a wiki do Manjaro e a AUR.

Com o buscador você pode procurar diretamente no fórum brasileiro do Manjaro e verificar se alguém já passou pelo mesmo problema, ou, pesquisar na AUR quando encontrar algum erro com os pacotes de lá.

Para acessa-lo, basta clicar no link abaixo. Lembrando que para tornar a pesquisa mais rápida, você pode adicionar o buscador como a home do seu navegador.

http://manjarohome.unaux.com

Quero agradecer a iniciativa do Róbson por fazer o buscador para ajudar os usuários do Manjaro. Se você quiser agradecê lo, clique aqui para ver os locais onde você pode encontra-lo.

 

Se você gosta de algum programa e não achou ele no Manjaro,deixe um comentário com o nome do programa que vamos procurar algo equivalente,e se possível entrar em contato com algum desenvolvedor para fazer um port para o Manjaro.

Não esqueça de compartilhar nas redes sociais para que mais pessoas saibam sobre os programas e para incentivar o blog a continuar trazendo mais conteúdo bacana sobre esta distro maravilhosa.

Facebook

Twitter

Google+

Canal no Telegram

PlayOnLinux- corrigir menus e icones que não aparecem corretamente.

Com o intuito de ajudar algumas pessoas que teve problemas ao instalar programas utilizando o PlayOnLinux/Wine, iremos deixar um vídeo do canal Tuxter Games com a correção para esse erro. Também deixaremos abaixo do vídeo a forma como proceder na 2º dica que é mencionada.

Downgrade.

Primeiramente você terá que instalar o pacote para isso.

Modo gráfico: procure e instale o pacotes downgrade.
Terminal: utilize os comandos abaixo.
sudo pacman -S downgrade

Agora utilize o comando abaixo para fazer o downgrade do pacote freetype2.
downgrade freetype2

Irá aparecer algo como a imagem abaixo, escolha o numero que corresponde ao pacote/versão freetype2-2.8-2. Não esqueça de escolher Y ao ser questionado se você deseja ignorar novas atualizações do pacote, ou você terá que refazer o processo após cada atualização do sistema.

Screenshot_20180128_073853

Se a versão freetype2-2.8-2 não aparecer na lista, você pode baixar o instalador no link abaixo.

freetype2-2.8-2-x86_64.pkg.tar.xz

Após fazer o downgrade utilizando o instalador, você precisa adicionar o pacote freetype2 na lista para ser ignorado nas primas atualizações (somente para quem utilizou o instalador).

Abra o arquivo de texto pacman.conf com o comando abaixo (troque leafpad pelo editor de texto de sua preferência).
sudo leafpad /etc/pacman.conf

Adicione freetype2 na lista IgnorePkg, como mostrado na imagem abaixo.

Screenshot_20180128_075933

Salve e feixe o arquivo, agora o pacote freetype2 não será mais atualizado até você retirar ele da lista.

 

Se você gosta de algum programa e não achou ele no Manjaro,deixe um comentário com o nome do programa que vamos procurar algo equivalente,e se possível entrar em contato com algum desenvolvedor para fazer um port para o Manjaro.

Não esqueça de compartilhar nas redes sociais para que mais pessoas saibam sobre os programas e para incentivar o blog a continuar trazendo mais conteúdo bacana sobre esta distro maravilhosa.

Facebook

Twitter

Google+

Canal no Telegram

Criando Clone utilizando Kdenlive ou Blender.

Se você está procurando um canal com dicas para trabalhar com video/imagem no Linux, recomendo para você o canal Fosloks. Você escontrará vários videos tutorias sobre os principais editores de video/imagem disponiveis para Linux.

Como ele não utiliza o Manjaro, se você não encontrar ou não conseguir instalar qualquer editor de video/imagem ou complementos para os mesmos, deixe um comentário ou envie um email através do nosso contato que iremos verificar para você.

Veja dois videos de como criar um clone utilizando o Kdenlive e o Blender.

Kdenlive.

Blender.

Se você precisa de alguém para fazer algum serviço relacionado com edição, entre em contato com o canal Fosloks para maiores informações.

 

Se você gosta de algum programa e não achou ele no Manjaro,deixe um comentário com o nome do programa que vamos procurar algo equivalente,e se possível entrar em contato com algum desenvolvedor para fazer um port para o Manjaro.

Não esqueça de compartilhar nas redes sociais para que mais pessoas saibam sobre os programas e para incentivar o blog a continuar trazendo mais conteúdo bacana sobre esta distro maravilhosa.

Facebook

Twitter

Google+

Canal no Telegram

Octopi- mostrar programas da AUR que precisam ser atualizados.

Alguns usuários estão relatando como “bug” uma nova configuração/função do Octopi, agora para ver quais os aplicativos instalados a partir da AUR precisam ser atualizados, é necessário entrar nas configurações e marcar a opção para isso.

Screenshot_20180112_191222

Screenshot_20180112_191355

Screenshot_20180112_191031

Além dessa configuração, você também pode marcar a opção –noconfirm, assim ao instalar algum aplicativo não será mais perguntado confirmação para instalar o mesmo (ainda será perguntado se você quer ou não editar).

Screenshot_20180112_191015

O Pacaur já vinha configurado para não perguntar nada, agora você terá a opção de escolher isso nas configurações, você tem que instalar o pacote para as configurações serem liberadas (faremos uma postagem sobre isso em breve).

Screenshot_20180112_190531

Pronto, agora será mostrado seus aplicativos instalados através da AUR quando houver atualizações.

 

Se você gosta de algum programa e não achou ele no Manjaro,deixe um comentário com o nome do programa que vamos procurar algo equivalente,e se possível entrar em contato com algum desenvolvedor para fazer um port para o Manjaro.

Não esqueça de compartilhar nas redes sociais para que mais pessoas saibam sobre os programas e para incentivar o blog a continuar trazendo mais conteúdo bacana sobre esta distro maravilhosa.

Facebook

Twitter

Google+

Canal no Telegram

Iniciando liveusb com erro de “monitor não ligar”.

Recentemente resolvi fazer uma instalação para verificar possíveis erros durante a instalação, já que a última liveusb que eu utilizei era 16.xx (não me lembro a versão correta).

E após criar a liveusb e tentar iniciar, meu monitor não “ligava”.  Pesquisando, eu descobri que foi alterada a resolução de tela que a liveusb deve iniciar. Foi adicionada a resolução fullHD para o grub, e quem não possui um monitor com essa resolução provavelmente encontrará o problema mencionado e mostrado acima.

Aparentemente essa resolução foi adicionada para dar um melhor suporte ao Laptop Spitfire Manjaro Special Edition, já que nem todas as pessoas possuem um monitor que suporta essa resolução, fui atrás de uma forma de ultrapassar esse problema.

Correção.

Ao iniciar a liveusb e a tela ficar parecida com a imagem mostrada abaixo, utilize a tecla 14px-u2b2193-svg do teclado duas vezes e depois clique enter.

img_20180102_00101932117266.jpg

Caso a tela ficar branca, desligue o monitor e aguarde 5/10 segundos e volte a ligar.

Algumas das informações foram retiradas do fórum Manjaro Brasil.

Observação.

Essa dica é somente para as informações contidas acima. Essa dica não funciona para vários outros motivos da liveusb do Manjaro não iniciar.

Então por favor, se não funcionar com você, não significa que a dica não está correta, significa que o seu problema é outro.

Deixe nos comentários se você tem dificuldade com outro erro do gênero, irei verificar o seu problema.

Atenção.

Não utilizar arquivos de ISOs que não seja do das fontes oficiais, disponíveis no site do Manjaro.

Por ser uma distribuição Rolling Release, você pode utilizar a ISO de uma das versões que não tem esse erro.

A versão 17.0.1 teve muitos relatos de problemas com liveusb, então tente acima de 17.0.2 ou abaixo 17.0.

 

Se você gosta de algum programa e não achou ele no Manjaro,deixe um comentário com o nome do programa que vamos procurar algo equivalente,e se possível entrar em contato com algum desenvolvedor para fazer um port para o Manjaro.

Não esqueça de compartilhar nas redes sociais para que mais pessoas saibam sobre os programas e para incentivar o blog a continuar trazendo mais conteúdo bacana sobre esta distro maravilhosa.

Facebook

Twitter

Google+

Canal no Telegram

Como separar a /home com o sistema já instalado.

Provavelmente você já se perguntou (ou ainda vai) em algum momento ao iniciar nas distribuições Linux, como separar a partição /home com o sistema já instalado?

Há algum tempo no telegram, o leitor Matheus S. Rossi fez a mesma pergunta, passei as informações do método que eu sempre utilizava. Por ele estar utilizando a interface gráfica i3wm, ocorreu o erro de ser possível logar somente como usuário root, também deixarei a correção caso você tenha o mesmo problema.

Preparação.

Você pode pular essa parte se já fez a partição para a home
Se você não tem uma liveusb, crie uma com o SUSE Studio Imagewriter (já vem instalado).

Inicie o sistema pela liveusb e siga os passos abaixo.

Instale o pacote gparted na liveusb com o um dos métodos abaixo.

Modo gráfico: procure e instale gparted.
Terminal: use o comando abaixo.
sudo pacman -S gparted

Abra o gparted e redimensione o HD, criando a partição que será usada como home.

Reinicie o sistema após terminar de criar a nova partição.

Mudando a home.

Estando de volta no Manjaro, instale o pacote gnome-disk-utility em seu sistema com o um dos métodos abaixo.

Modo gráfico: procure e instale gnome-disk-utility.
Terminal: use o comando abaixo.
sudo pacman -S gnome-disk-utility

Abra o gnome-disk-utility, e procure pela partição/hd que você gostaria de colocar a home. Clique sobre a partição/hd para selecionar, e depois clique na engrenagem para fazer as alterações.

Screenshot_20171228_152541

Selecione a opção Editar opções de montagem…

Screenshot_20171228_152734

Altere as opções deixando igual a imagem abaixo.

IMG_20171228_163154_414.jpg

Após fazer as alterações, clique em OK e reinicie o sistema e sua home já estará separada.

Corrigindo erro na interface gráfica i3wm.

Se ao reiniciar o sistema e der algum erro e você não conseguir iniciar com seu usuário, clique as teclas CtrlAlt + F2, faça login com seu usuário e senha, e digite o comando abaixo.

rm -fv ~/.dmrc

Reinicie o sistema.

Revertendo o procedimento.

Se por algum motivo você não conseguir iniciar o sistema, veja duas opções para reverter o procedimento e voltar a iniciar seu sistema.

Pela liveusb.

Após iniciar a liveusb, monte e entre na partição/hd que está seu sistema instalado. Veja a imagem abaixo como referencia das pastas que deve conter na partição/hd.

Screenshot_20171228_175411

Entre na pasta etc e abra o arquivo fstab, procure e apague a linha correspondente a home.

Screenshot_20171228_180205

Salve e reinicie o sistema.

Pelo próprio sistema (via linha de comando).

Após iniciar o sistema e ocorrer o erro, clique as teclas CtrlAlt + F2, faça login com seu usuário e senha e digite o comando abaixo.

sudo nano /etc/fstab

Procure e apague a linha correspondente a home, utilize as setas do teclado para se orientar (utilize o método acima se você não é familiarizado com a linha de comando).

Screenshot_20171228_180737

Após apagar a linha, clique nas teclas CtrlO (letra) para alterar suas modificações, de enter e clique em Ctrl + X para sair.

Reinicie o sistema.

Créditos.

chimico (pela correção para i3wm, via vivaolinux)

Matheus S. Rossi (por testar a correção para i3wm)

 

Se você gosta de algum programa e não achou ele no Manjaro,deixe um comentário com o nome do programa que vamos procurar algo equivalente,e se possível entrar em contato com algum desenvolvedor para fazer um port para o Manjaro.

Não esqueça de compartilhar nas redes sociais para que mais pessoas saibam sobre os programas e para incentivar o blog a continuar trazendo mais conteúdo bacana sobre esta distro maravilhosa.

Facebook

Twitter

Google+

Canal no Telegram

Controle as frequências de seu processador.

Muitos usuários gostam de controlar o clock do seu processador, principalmente os proprietários de portáteis. Apesar de muitos falarem que processadores mais novos não tem necessidade da alteração do clock para economizar bateria/energia.

Como muitos usuários preferem fazer sua própria configuração, iremos indicar como ter esse controle com o programa CPU frequency setter, vamos deixar também um link para quem prefere utilizar o terminal.

Instalação.

Modo gráfico: procure e instale cpupower-gui-git.
Terminal: use o comando abaixo.
yaourt -S cpupower-gui-git

Após a instalação, inicie o programa CPU frequency setter e faça suas alterações. Infelizmente sua configuração será perdida ao reiniciar o sistema e você terá que refazê-lá.

Se você prefere utilizar o terminal, leia as informações contidas no link abaixo.
Português
Inglês

 

Se você gosta de algum programa e não achou ele no Manjaro,deixe um comentário com o nome do programa que vamos procurar algo equivalente,e se possível entrar em contato com algum desenvolvedor para fazer um port para o Manjaro.

Não esqueça de compartilhar nas redes sociais para que mais pessoas saibam sobre os programas e para incentivar o blog a continuar trazendo mais conteúdo bacana sobre esta distro maravilhosa.

Facebook
Twitter
Google+
Canal no Telegram

Curso de Shell Script do Iniciante ao Avançado.

Hoje vamos indicar um curso de Shell Script para que você possa aprender um pouco mais sobre o Linux. Veja o vídeo informativo sobre o curso e abaixo dele terá o link da playlist do curso e também o link onde você poderá adquirir apostilas e um conteúdo extra.

Lembre-se de se inscrever no canal se você fazer o curso e de compartilhar para que mais pessoas aumentem seu conhecimento.

Assista a playlist do curso aqui.

Veja como adquirir o conteúdo extra aqui.

 

Se você gosta de algum programa e não achou ele no Manjaro,deixe um comentário com o nome do programa que vamos procurar algo equivalente,e se possível entrar em contato com algum desenvolvedor para fazer um port para o Manjaro.

Não esqueça de compartilhar nas redes sociais para que mais pessoas saibam sobre os programas e para incentivar o blog a continuar trazendo mais conteúdo bacana sobre esta distro maravilhosa.

Facebook
Twitter
Google+
Canal no Telegram

E-book 10 dicas para editar melhor.

No blog Diolinux foi disponibilizado um e-book com algumas dicas sobre edição de vídeo, nele é informado sobre a experiência do Dionatan Simioni durante os anos na produção de conteúdo para o canal do seu blog no YouTube.

Veja o vídeo sobre o e-book.

 

Para ter acesso ao download do E-book, clique aqui.

 

Se você gosta de algum programa e não achou ele no Manjaro,deixe um comentário com o nome do programa que vamos procurar algo equivalente,e se possível entrar em contato com algum desenvolvedor para fazer um port para o Manjaro.

Não esqueça de compartilhar nas redes sociais para que mais pessoas saibam sobre os programas e para incentivar o blog a continuar trazendo mais conteúdo bacana sobre esta distro maravilhosa.

Facebook
Twitter
Google+
Canal no Telegram

Utilizando uma resolução diferente para um programa especifico.

Recentemente mostramos como adicionar uma resolução ao seu monitor (veja o post aqui), e ao testar algumas resoluções acabamos encontrando um pequeno “erro” ao iniciar o programa do WordPress que utilizamos para fazer as publicações aqui do blog.

Em algumas resoluções era impossível utilizar o programa, e para nossa frustração, algumas das resoluções que o programa não funcionava corretamente, era as mesmas que ficava melhor com todo o resto do sistema. Como não conseguimos achar uma solução para que o WordPress funcionasse nas resoluções que desejávamos, resolvemos achar uma solução para o nosso problema.

Lembramos que o xrandr é utilizado para setar resoluções disponíveis para nosso monitor, então resolvemos usa-lo para testar e vermos se ele serviria para o nosso propósito. Com o conhecimento que adquirimos utilizando o Manjaro e em leituras da Wiki tanto do próprio Manjaro quanto do Archlinux, conseguimos utilizar o nosso sistema da maneira mais próxima que nos queríamos.

Verifique abaixo o método usado para que possamos utilizar resoluções diferentes nos programas enquanto o utilizamos. Lembrando que o método funcionara da seguinte forma.

Exemplo:
Seu sistema está com a resolução 1360×800 e o programa funciona melhor na resolução 1280×800, os passos abaixo irá mostrar como fazer a resolução mudar para 1280×800 quando você iniciar o programa e retornar para 1360×800 quando você fechar o mesmo. Instale o programa abaixo antes de fazer o procedimento.

Instalação.

Modo gráfico: procure e instale o pacote arandr.
Terminal: utilize o comando abaixo.
yaourt -S arandr

Queremos deixar bem claro que essa é apenas uma informação que possivelmente pode ser útil para alguém, se você acha que esse método não é o correto e conhece algum método melhor, por favor, nos envie um e mail ou deixe um comentário que iremos verificar.

Primeiramente utilize o comando abaixo no terminal para verificar quais resoluções estão disponíveis para ser utilizadas.

xrandr
Screenshot_20170425_115834

Agora vamos editar o atalho do programa no menu de aplicativos.
Clique com o botão direito do mouse em cima do menu e escolha Editar aplicativos.

Procure pelo programa na aba que abrir, no nosso caso o WordPress.
Screenshot_20170425_115936

Iremos utilizar as resoluções citadas no exemplo acima e por elas estarem disponíveis para nosso monitor.

Altere o comando que inicia o programa de
/usr/share/wpcom/wpcom
para
xrandr -s 1280x800_60.00 && /usr/share/wpcom/wpcom && xrandr -s 1360x800_60.00
Screenshot_20170425_120011

Clique em salvar e feixe a aba.
Screenshot_20170425_125910

Pronto, agora toda vez que você abrir o programa ele irá alterar a resolução configurada e o programa irá funcionar corretamente em seu sistema.

 

Se você utiliza o Manjaro Deepin e não consegue alterar a resolução do seu monitor, siga o tutorial desse link antes de fazer esse procedimento.

Se você gosta de algum programa e não achou ele no Manjaro,deixe um comentário com o nome do programa que vamos procurar algo equivalente,e se possível entrar em contato com algum desenvolvedor para fazer um port para o Manjaro.

Não esqueça de compartilhar nas redes sociais para que mais pessoas saibam sobre os programas e para incentivar o blog a continuar trazendo mais conteúdo bacana sobre esta distro maravilhosa.

Facebook
Twitter
Google+
Canal no Telegram

 

Telegram- instalação e dicas

Aproveitando a chegada das ligações no Telegram, vamos mostrar como instalar e dar algumas dicas sobre ele.

Vamos deixar a correção para um problemas que tivemos com o Telegram quando ele era instalado no XFCE, ao tentar abrir o programa sempre ocorria o erro. Para o KDE, nós recomendamos o pacote systemqt, instalando ele você poderá abrir o Telegram da Área de notificação apenas clicando no ícone.

Instalação.
Modo gráfico: procure e instale uma das opções, telegram-desktoptelegram-desktop-bin ou telegram-desktop-systemqt.
Terminal: use um dos comandos abaixo.
yaourt -S telegram-desktop
ou
yaourt -S telegram-desktop-bin
ou
yaourt -S telegram-desktop-systemqt

Se acontecer o erro da imagem abaixo use o comando no terminal para corrigir.
rm ~/.local/share/applications/telegramdesktop.desktop

mutqv4kl

Se você gosta de algum programa e não achou ele no Manjaro,deixe um comentário com o nome do programa que vamos procurar algo equivalente,e se possível entrar em contato com algum desenvolvedor para fazer um port para o Manjaro.

Não esqueça de compartilhar nas redes sociais para que mais pessoas saibam sobre os programas e para incentivar o blog a continuar trazendo mais conteúdo bacana sobre esta distro maravilhosa.

Facebook
Twitter
Google+
Canal no Telegram

Git standup- veja o que você fez no último dia de trabalho.

Lembre-se do que fez no último dia útil.  Ou ser curioso e encontrar o que alguém em sua equipe fez.

Uso.

$ git standup

  • -a (nome do autor)
  • -w (começo da semana-fim da semana)
  • -m (max-dir-profundidade)
  • -f
  • -L
  • -d (dias-atrás)
  • -D (data-format0)
  • -g
  • -h

Abaixo está a descrição de cada uma das bandeiras.

  • -a – Especifique o autor para restringir a pesquisa a (nome ou e-mail)
  • -w – Especifica o intervalo do dia útil para limitar a pesquisa (por exemplo, git standup -w SUN-THU)
  • -m – Especifica a profundidade da pesquisa do diretório recursivo
  • -L – Alternar a inclusão de links simbólicos na pesquisa de diretório recursivo
  • -d – Especifique o número de dias para incluir
  • -D – Especifica o formato de data para “git log”(padrão: relativo)
  • -h – Exibe a tela de ajuda
  • -g – Mostra se o commit é assinado ou não pelo GPG
  • -f – Retorna os compromissos mais recentes

Para o uso básico, tudo o que você tem a fazer é executar git standup em um repositório ou uma pasta contendo vários repositórios.

Veja mais informações de uso aqui.

Instalação.
Modo gráfico: procure e instale git-standup ou git-standup-git.
Terminal: use o comando abaixo.
yaourt -S git-standup
ou
yaourt -S git-standup-git

 

Se você gosta de algum programa e não achou ele no Manjaro,deixe um comentário com o nome do programa que vamos procurar algo equivalente,e se possível entrar em contato com algum desenvolvedor para fazer um port para o Manjaro.

Não esqueça de compartilhar nas redes sociais para que mais pessoas saibam sobre os programas e para incentivar o blog a continuar trazendo mais conteúdo bacana sobre esta distro maravilhosa.

Facebook
Twitter
Google+
Canal no Telegram

 

Corrigir Erro- “Não há espaço disponível no dispositivo”.

Muitas vezes ao tentar instalar um pacote/programa da AUR, iremos nos deparar com um erro que pode ou não avisar que estamos sem espaço disponível na pasta /tmp.

Para contornar esse problema, podemos usar um das 3 opções abaixo.

Temos 3 opções para esse erro.
1º Opção- Usar o comando abaixo e reinstalar o pacote.
sudo mount -o remount,size=4G /tmp

2º Opção- Mover a pasta /tmp somente para a instalação do pacote/programa, use o comando abaixo no terminal.
export TMPDIR=/caminho-do-novo-dir

Exemplo: vamos usar a nossa home pois na grande maioria das vezes, sempre está sobrando espaço nela. O comando ficaria assim para usar a home.
export TMPDIR=/home/$USER

Depois de usar o comando para mover a pasta /tmp, instale novamente o pacote/programa pelo terminal

Esta opção só está ativa durante a sessão do terminal.  Se você fechar o terminal e abrir um novo, o comando já não estará funcionando e será preciso usa-lo novamente.

3º Opção- Ao fazer a instalação, criar uma partição de 5gb para a pasta /tmp .
Ao escolher essa opção você receberá um aviso de dupla entrada no fstab, pois irá conter 2 entradas para a pasta tmp.

 

Se você gosta de algum programa e não achou ele no Manjaro,deixe um comentário com o nome do programa que vamos procurar algo equivalente,e se possível entrar em contato com algum desenvolvedor para fazer um port para o Manjaro.

Não esqueça de compartilhar nas redes sociais para que mais pessoas saibam sobre os programas e para incentivar o blog a continuar trazendo mais conteúdo bacana sobre esta distro maravilhosa.

Facebook
Twitter
Google+

Warsaw- teste e confirme o possível acesso ao seu banco,orgão púplico, etc. [Atualizado 23/05/2017]

Pesquisando sobre o warsaw que foi disponibilizado na AUR, notamos que para acessar os sites online que estão na imagem deste post, são baixados do mesmo servidor com alterações no nome, mas o conteúdo sendo praticamente o mesmo.

Vamos deixar prints com os 3 bancos que conseguimos confirmação do módulo instalado (não temos contas nos bancos das imagens abaixo, assim não temos confirmação de login). Infelizmente o Sicred precisa de um arquivo adicional que não encontramos para Linux, mas é possível ver que foi confirmado o modulo warsaw instalado.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Se você precisa acessar um dos sites abaixo e não conseguiu acesso pelo Linux e quiser fazer uma tentativa. Gostaríamos de pedir aos leitores que obterem sucesso com nossa dica, nos avisasse em qual site o procedimento está funcionando para que possamos deixar sinalizado para os próximos leitores.

Os sites e navegadores serão sinalizados conforme nós do blog recebemos confirmações dos leitores. Mesmo que um dos sites ou navegadores esteja marcado como inoperante, você pode fazer uma tentativa para comprovar se o mesmo ainda se encontra conforme as informações que temos.

Os sites e navegadores serão sinalizados por cores, veja abaixo como será a sinalização.

Preto: não temos nenhuma confirmação ainda.
Vermelho: última confirmação, não está funcionando corretamente.
Verde: última confirmação, está funcionando corretamente.

Bancos.

Banco do Brasil
Caixa Econômica Federal
Sicred
ANTT
Banco da Amazônia
Banco Bonsucesso
Banco de Brasília
Banese
Banestes
Banco Mercantil do Brasil
Banco Itaú
Banco do Nordeste
Banco Safra
Banco de Venezuela
Banco del Tesoro
Cresol
Marlin
Ministério da Saúde
Ministério do Meio Ambiente
Roadcard
Unicred

Navegadores.

Google Chrome
Firefox
Vivaldi

O blog Manjariando está prestando apenas um serviço de informação, e não nos responsabilizamos por algum tipo de perda relacionada a utilização do programa mencionado neste post. Nós não fornecemos o software, apenas informamos um possível método de utilizá-lo.

Instalação.
Modo gráfico: procure e instale warsaw.
Terminal: use o comando abaixo.
yaourt -S warsaw

Como iniciar o serviço.
Use o comando abaixo para iniciar o warsaw.
systemctl start warsaw.service

Use o comando abaixo para colocar o warsaw na inicialização do sistema.
systemctl enable warsaw.service

Reinicie o sistema após os passos acima.

Como parar o serviço.
Use o comando abaixo para parar o warsaw.
systemctl stop warsaw.service

Use o comando abaixo para retirar o warsaw da inicialização do sistema.
systemctl disable warsaw.service

Observações do Blog.

Se você usar o comando para o warsaw iniciar junto com o sistema e ele não funcionar quando for acessar sua conta, faça a seguinte modificação.

Abra e edite o arquivo warsaw.service com o comando abaixo. (troque kate pelo editor de texto do sistema)
sudo kate /usr/lib/systemd/system/warsaw.service

Adicione /usr/bin/warsaw/wsatspi ao arquivo. (note que existe um espaço entre o primeiro comando)

[Unit]
Description=Warsaw Technology (core)
After=remote-fs.service
After=syslog.target

[Service]
Type=oneshot
RemainAfterExit=yes
ExecStartPre=/usr/bin/warsaw/wscertmgr /usr/bin/warsaw/wsatspi
ExecStart=/usr/bin/warsaw/core

[Install]
WantedBy=multi-user.target

Salve , feixe o arquivo e reinicie o sistema para que as mudanças entrem em vigor.

Diagnosticos.
Diagnostico da Caixa Econômica Federal.
https://imagem.caixa.gov.br/asc/diagnostico

Diagnostico do Banco do Brasil.
https://seg.bb.com.br

Diagnostico do Sicredi.
https://www.sicredi.com.br/diagnostico/chrome

 

Se você gosta de algum programa e não achou ele no Manjaro,deixe um comentário com o nome do programa que vamos procurar algo equivalente,e se possível entrar em contato com algum desenvolvedor para fazer um port para o Manjaro.

Não esqueça de compartilhar nas redes sociais para que mais pessoas saibam sobre os programas e dicas, e para incentivar o blog a continuar trazendo mais conteúdo sobre esta distro maravilhosa.

Facebook
Twitter
Google+

Corrigir erro de tradução na instalação do Manjaro.

Recentemente resolvemos reinstalar o Manjaro em modo UEFI, e acabei descobrindo o possível motivo pelo qual muitos usuários reclamam do Manjaro não vir traduzido para o seu idioma. É uma questão muito fácil de resolver, durante a instalação precisa somente prestar um pouco de atenção na hora de configurar sua Localização.

Em nossos testes só encontramos esse “erro” na instalação em modo UEFI, mas sempre é bom conferir mesmo que você não for instalar neste modo.

Veja como corrigir “esse erro”.

Uma das primeiras coisas a se fazer é escolher seu idioma e avançar.

Screenshot_20170406_032526

Essa é a parte onde ocorre o “erro” e os usuários não percebem, note que mesmo escolhendo meu idioma o instalador não define o idioma do sistema para Português do Brasil.

Screenshot_20170406_032539

Screenshot_20170406_032606

Altere o idioma do sistema para seu idioma e prosiga a instalação.

Screenshot_20170406_032709

Screenshot_20170406_032748

Altere o layout do teclado para o modelo correspondente ao seu equipamento. Normalmente para o Brasil, esta será a opção correta.

Screenshot_20170406_032826

Depois dessas alterações, continue com a instalação normalmente e seu sistema será instalado com o idioma correto.

Ao iniciar o sistema você só terá que instalar as atualizações do idioma, como mostramos aqui.

 

Se você gosta de algum programa e não achou ele no Manjaro,deixe um comentário com o nome do programa que vamos procurar algo equivalente,e se possível entrar em contato com algum desenvolvedor para fazer um port para o Manjaro.

Não esqueça de compartilhar nas redes sociais para que mais pessoas saibam sobre os programas e para incentivar o blog a continuar trazendo mais conteúdo bacana sobre esta distro maravilhosa.

Facebook
Twitter
Google+

Btrfs- incluir snapshots nas opções de inicialização. (Menu grub)

Se você usa o sistema de arquivos Btrfs e gostaria de colocar entradas no grub de seus snapshots, mostraremos exatamente isso neste post.

Vamos mostrar como instalar a versão mais atualizada, e também disponibilizar instaláveis para o Manjaro e Antergos com as alterações para aparecer o nome da sua distribuição no lugar de Archlinux.

As snapshots tem que estar configuradas para montar na inicialização do sistema para que elas apareçam no grub.

Instalação.
Modo gráfico: procure e instale grub-btrfs.
Terminal: use o comando abaixo.
yaourt -S grub-btrfs

Quem usa o Pamac como gerenciador de programas,instale pelo terminal para que seja possivél editar a instalação.

Na primeira vez que perguntar se você quer editar, digite S/Y e depois digite o nome do editor de texto do seu sistema.

No arquivo que abrir, troque as linhas abaixo pelas as do arquivo.

pkgver=1.10 para pkgver=1.11

md5sums=(‘84b856c826a468b6bc235111daf7801e‘)
para
md5sums=(‘847bdcea497ff1be3c788f10ebf532af‘)

Salve e feixe o arquivo para continuar a instalação, agora só digite S/Y se for para continuar a compilação, nas outras opções digite N.

Com essas alterações você estará utilizando a ultima versão disponível, mas vai aparecer Archlinux no menu do grub.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Vamos deixar os instaláveis já com a versão 1.11 do grub-btrfs nos links abaixo, baixe o instalador para a sua distribuição.

Manjaro
Antergos

Para instalar, clique com o botão direito no arquivo e selecione Abrir com… e selecione o instalador do sistema

Pamac
Screenshot_20170322_022831

Octopi
Screenshot_20170322_021838

Se você quer usar em outra distribuição e quer o nome de sua distribuição no menu do grub, faça um comentário com o nome da distribuição que faremos o instalador com a correção.

 

Se você gosta de algum programa e não achou ele no Manjaro,deixe um comentário com o nome do programa que vamos procurar algo equivalente,e se possível entrar em contato com algum desenvolvedor para fazer um port para o Manjaro.

Não esqueça de compartilhar nas redes sociais para que mais pessoas saibam sobre os programas e para incentivar o blog a continuar trazendo mais conteúdo bacana sobre esta distro maravilhosa.

Facebook
Twitter
Google+

oh my zsh- gerenciador para sua configuração do zsh.

Hoje iremos mostrar como instalar o oh-my-zsh, uma estrutura baseada na comunidade para gerenciar suas configurações do zsh.

Inclui 180+ plugins opcionais e mais de 120 temas, é uma ferramenta de atualização automática para que torna mais fácil acompanhar as últimas atualizações da comunidade.

Instalação.
Modo gráfico: procure e instale oh-my-zsh.
Terminal: use o comando abaixo.
yaourt -S oh-my-zsh-git

Configuração.
Copie as configurações do oh-my-zsh
cp /usr/share/oh-my-zsh/zshrc ~/.zshrc
Troque o shell padrão para o zsh
sudo usermod -s /bin/zsh (seu usuário)

Faça logout ou reinicie a maquina, e ao abrir novamente o terminal o zsh já está funcionado.
Para confirmar use o comando printenv SHELL

Screenshot_20170318_150534

Para alterar as configurações, abra kate ~/.zshrc(troque kate pelo editor de texto do sistema)

Mudar o tema
Procure pela linha ZSH_THEME=”robbyrussell” e altere robbyrussell por um dos temas que estão na pasta
/usr/share/oh-my-zsh/themes

Exemplo: se você escolher pelo tema agnoster.zsh-theme, você irá usar somente o nome do tema,que neste caso é agnoster ficaria.
ZSH_THEME=”agnoster

Screenshot_20170318_100727

Usando plugins
Procure pela linha plugins=(git), e adicione um dos plugins que estão na pasta
/usr/share/oh-my-zsh/plugins

Exemplo: se você escolher o plugin compleat.plugin.zsh, você irá usar somente o nome do tema,que neste caso é compleat ficaria.
plugins=(git compleat)

Idioma
Você pode precisar configurar manualmente o seu ambiente de idioma, procure a linha abaixo e a descomente-a.
Altere de
# export LANG=en_US.UTF-8
para
export LANG=en_US.UTF-8

Não esqueça de alterar en_US.UTF-8 para a codificação do seu idioma.
Exemplo: para o Brasil ficaria
export LANG=pt_BR.UTF-8

Existem muitas funções que se pode fazer com zsh, estaremos mostrando outras facilidades e personalizações assim que possível.

 

Se você gosta de algum programa e não achou ele no Manjaro,deixe um comentário com o nome do programa que vamos procurar algo equivalente,e se possível entrar em contato com algum desenvolvedor para fazer um port para o Manjaro.

Não esqueça de compartilhar nas redes sociais para que mais pessoas saibam sobre os programas e para incentivar o blog a continuar trazendo mais conteúdo bacana sobre esta distro maravilhosa.

Facebook
Twitter
Google+

Google Tradutor- integre o tradutor ao sistema.

O usuário chmercesmoreira na Comunidade Brasileira do Manjaro criou um script para se traduzir textos mais rápido e fácil. O script ajuda a aumentar a produtividade para quem precisa traduzir textos em vários idiomas.

Para isso vamos precisar instalar 3 pacotes, xclip,translate-shell e o zenity.

Instalação.
Modo gráfico: procure e instale  os pacotes xclip,translate-shellzenity.
Terminal: use os comandos abaixo.
sudo pacman -S xclip zenity
yaourt -S translate-shell

Configuração.
Para essa parte você troca kate pelo editor de texto do seu sistema.
Vamos criar o arquivo com o comando abaixo para colocar o script.
sudo kate /usr/bin/translatePt

Coloque no arquivo que abrir o script.

 #!/bin/bash

(
echo “# Traduzindo…” ;
trans=$(xclip -o | trans -brief :pt)
echo “100” ;
zenity –title=”Resultado” –info –text “$trans”
) |
zenity –progress \
–title=”Clipboard to Google Translate” \
–auto-close \
–pulsate

Permissão.
Use o comando abaixo para permitir a execução do script.
sudo chmod +x /usr/bin/translatePt

Para trocar o idioma é só usar no terminal o comando.
trans -T

translate-clipboard

Escolha o idioma  e altere PT no nome do arquivo e dentro do script para a sigla do seu idioma.

Atalho
Crie um atalho de teclado e coloque o comando abaixo.
/usr/bin/translatePt

Agora ao copiar um texto (Ctrl+C) é só usar a tecla que você selecionou como atalho.

Para usar mais de 1 idioma, é só criar outro script e colocar uma tecla diferente como atalho.

Você pode ver o post original na Comunidade Brasileira do Manjaro, aqui.

 

Se você gosta de algum programa e não achou ele no Manjaro,deixe um comentário com o nome do programa que vamos procurar algo equivalente,e se possível entrar em contato com algum desenvolvedor para fazer um port para o Manjaro.

Não esqueça de compartilhar nas redes sociais para que mais pessoas saibam sobre nossa dica e para incentivar o blog a continuar trazendo mais conteúdo bacana sobre esta distro maravilhosa.

Downgrade- voltando para a versão anterior.

Algumas vezes após uma atualização do sistema algum programa não funciona corretamente por necessitar da versão anterior de uma dependência ou seu hardware não se deu bem com a nova versão do programa.

Para esses problemas,na maioria das vezes podemos resolver com um downgrade do programa ou de uma dependência,siga os passos abaixo para o downgrade.

Manjaro.
Modo gráfico: procure e instale downgrade.
Terminal: use o comando abaixo.
sudo pacman -S downgrade

Arch/Antergos.
Modo gráfico: procure e instale downgrade.
Terminal: use o comando abaixo.
yaourt -S downgrade

Vamos mostrar como fazer o downgrade do portaudio como exemplo, que é utilizado pelo Lightworks como mostrado aqui.

Downgrade.
Use no terminal o comando abaixo e escolha a opção 3.
downgrade portaudio
screenshot_20170223_151849

Escolha S quando perguntar: adicionar portaudio em IgnorePkg?
screenshot_20170223_151926

Pronto o downgrade está feito.

Troque portaudio pelo programa ou dependência que você precisa fazer o downgrade, lembre-se que na próxima atualização será advertido que será ignorado a atualização do programa ou dependência.

Para voltar a atualizar os programas e dependências que foi feito downgrade,faça os seguintes passos.

Abra pelo terminal o arquivo pacman.conf.
sudo kate /etc/pacman.conf

Apague o programa ou dependência que você não quer mais ignorar nas atualizações.
exemplo:
IgnorePkg = portaudio yakyak kodi-addon-pvr-iptvsimple
removendo o portaudio.
IgnorePkg = yakyak kodi-addon-pvr-iptvsimple

 

Se você gosta de algum programa e não achou ele no Manjaro,deixe um comentário com o nome do programa que vamos procurar algo equivalente,e se possível entrar em contato com algum desenvolvedor para fazer um port para o Manjaro.

Não esqueça de compartilhar nas redes sociais para que mais pessoas saibam sobre nossa dica e para incentivar o blog a continuar trazendo mais conteúdo bacana sobre esta distro maravilhosa.

G’MIC- um plugin para ajudar no processamento de imagens.

O G’MIC é um framework open source completo para processamento de imagem, distribuído sob a licença CeCILL. Ele fornece várias interfaces de usuário para converter / manipular / filtrar / visualizar conjuntos de dados genéricos, variando de 1d sinais escalares a 3d+t seqüências de multi-espectral imagens volumétricas, incluindo assim 2d imagens coloridas.

Instalação.
Modo gráfico: procure e instale gimp-plugin-gmic.
Terminal: use o comando abaixo.
sudo pacmam -S gimp-plugin-gmic

Para usar o plugin, é só escolher ele em Filtros.

screenshot_20170212_210559

Para saber mais,acesse o site do gmic.

 

Se você gosta de algum programa e não achou ele no Manjaro,deixe um comentário com o nome do programa que vamos procurar algo equivalente,e se possível entrar em contato com algum desenvolvedor para fazer um port para o Manjaro.

Não esqueça de compartilhar nas redes sociais para que mais pessoas saibam sobre nossa dica e para incentivar o blog a continuar trazendo mais conteúdo bacana sobre esta distro maravilhosa.

Corrigir os temas ao utilizar um programa em modo root.

Muitos devem ter notado que ao utilizar um programa em modo root,o tema não é aplicado corretamente.

Para que o tema seja aplicado nos programas em modo root,utilize os comandos abaixo.

Terminal.
sudo ln -s /home/$USER/.gtkrc-2.0 /etc/gtk-2.0/gtkrc

sudo ln -s /home/$USER/.config/gtk-3.0/settings.ini /etc/gtk-3.0/settings.ini

Após os comandos é recomendado reiniciar.

Créditos
Imagem: pageccesk351

 

Se você gosta de algum programa e não achou ele no Manjaro,deixe um comentário com o nome do programa que vamos procurar algo equivalente,e se possível entrar em contato com algum desenvolvedor para fazer um port para o Manjaro.

Não esqueça de compartilhar nas redes sociais para que mais pessoas saibam sobre nossa dica e para incentivar o blog a continuar trazendo mais conteúdo bacana sobre esta distro maravilhosa.